30.6.13

ZÉ NA COPA DE 1998

Esta edição especial da revista "Zé Carioca" foi publicada em maio de 1998 durante a Copa do Mundo, e esperava o "Pentacampeonato"...que não veio! É que no meio do caminho havia...a França! Reparem que o gibi além dos desenhos incríveis do brasileiro Eli Marcos M. Leon - tem mais "anúncios" que outra coisa...de um produto que não deu certo no país!  Será a "maldição da Copa"?
Scan: +PalBR / Tratamento: Chutinosaco

AVENTURAS EM PATÓPOLIS 29

Scan: +PalBR / Tratamento: Chutinosaco
Aproveitando o final da "Copa das Confederações" aqui no Brasil - esta edição traz um pouco da "magia do futebol" - de um jeito que só a Maga Patalójika poderia fazer! E...bola prá frente!


LINK MEDIA FIRE PARA DOWNLOAD

AVENTURAS EM PATÓPOLIS 28

Scan: +PalBR / Tratamento: Chutinosaco

LINK MEDIA FIRE PARA DOWNLOAD

27.6.13

CHUTIENTREVISTA: MIGUEL ALTMANN, DO "QUADRADINHOS PATÓPOLIS"

Entrevisto agora o meu amigo de além-mar que faz um dos blogs mais queridos e acessados da web: "Quadradinhos Patópolis" - de Portugal para  o mundo - com qualidade, restauros excelentes e a simpatia ponderada de seu administrador - um dos responsáveis pela parceria com o Grupo Esquiloscans.
 

1) Miguel Altmann...primeiramente, agradecendo sua participação nesta "Chutientrevista", eu te pergunto: na sua adolescência, como você conheceu a "banda desenhada"? Quando teve a idéia, e como foi criado o "Quadradinhos Patópolis" - um dos blogs portuguêses mais queridos do Brasil?

R: Eu é que agradeço, Luiz! É um gosto partilhar este espaço com os leitores do seu blog! O meu contato com a “BD” começou muito cedo. Era bastante pequeno (Talvez 4, 5 anos) e folheava as revistas do meu irmão mais velho. As recordações mais antigas desse tempo são de um “Disney Especial Reedição - As Bruxas” e de um “Disney Especial - Os Sortudos”. Era uma frustração enorme ver todas aquelas histórias e ainda não saber ler! Depois com o passar dos anos, fui construindo a minha própria coleção! Não apenas da Disney, mas também as fantásticas revistas da Marvel e DC dos anos 80! Contudo, a Disney teve sempre um lugar de destaque nas minhas preferências de leitura! 


A ideia do “QP” surgiu há pouco mais de 2 anos. Há algum tempo que acompanhava blogs brasileiros (Como o “Tehmarx” ou o “Quadrinhos Antigos”) mas não encontrava blogs portuguêses, com a mesma temática, mas dando também relêvo às revistas nacionais publicadas pela extinta Editora Morumbi. Havia esse vazio que o blog, humildemente, veio ajudar a preencher!

Houve um outro motivo, ambicioso e fantasioso ao mesmo tempo! Tinha o secreto desejo de despertar o interesse pela Disney aqui em Portugal de modo a que a mesma voltasse a ser publicada... não, não estou a dizer que a “Disney Comix” e “Disney Hiper” voltaram por causa do blog...(Hi hi hi). Mas quero acreditar (E acredito) que muitos dos que compram as revistas nas bancas portuguêsas estão a fazê-lo porque a sua paixão foi reacendida pelo “QP” e pelos outros blogs parceiros.


2) Você tem algum personagem preferido - ou que te dá prazer em restaurar os gibis...ou mesmo de postar no "QP"? E qual foi sua primeira postagem...você lembra?

R: Ah...esta é a resposta mais fácil de dar e que me coloca imediatamente um sorriso no rosto! Personagem favorito é sem dúvida o grande Peninha! O tempo para ler os scans que me enviam é praticamente inexistente, mas sempre que surge uma revista do primo “maluco” do Donald, o restauro fica em "stand-by". Primeiro tenho de “devorar” as trapalhadas dêle. Talvez sejam estes os scans que mais gosto de restaurar e postar, mas também não posso deixar de mencionar as revistas do “Tio Patinhas” dos anos 80. Aquelas capas com “sabor” à aventura davam asas à minha imaginação quando eu era criança...e agora também!
A minha primeira (E horrivel) postagem foi de um “Mickey” da Editora Morumbi. Fica aqui uma outra curiosidade para os seus leitores. Quando surgiu o “QP” eu falei com um amigo, igualmente fã da Disney. A idéia original era a seguinte: eu faria a administração do blog mas deixava os restauros com êle, já que de Photoshop eu não entendia nada! Acontece que no último momento ele não pôde participar neste projeto! Então fiquei deparado com a tarefa de fazer os restauros! Procurei um tutorial na net (Bendito tutorial do Justin) e depois aventurei-me no restauro de um scan. “Mickey 88” foi a 1ª “vitima”. Que dor ao ver hoje êsse restauro...tanta coisa errada (Hi hi hi). E foi êsse o 1º de mais de 500 restauros originais do blog!


3) Falando da participação essencial do "Quadradinhos Patópolis" no início da nossa parceria do Grupo Esquiloscans com os "Blogueiros BR/PT", poderia nos contar como você vivenciou a repercussão nos comentários da época, e se houve algum dêles que te incomodou de algum jeito?
R: O dia em que o “QP pegou fogo” . Quando fui abordado pelo “Grupo Esquiloscans” senti uma genuina vontade de abertura por parte deles. Essa vontade de partilhar com os blogs, os tesouros por eles guardados, levou-me a fazer um pequeno post no “QP”! A reação foi mais “dura” do que eu imaginava! Para responder a esta sua pergunta fui recordar esse mesmo post...39 comentários (Sem contar com os 10 ou 15 que não me atrevi a publicar)! Foi aborrecido tentar fazer uma ponte entre os "Esquilos" e o público em geral e ao mesmo tempo ler comentários com acusações infundadas! Mas o tempo veio a cimentar uma relação muito saudável com o Grupo Esquiloscans. Hoje é perfeitamente natural ver um scan partilhado por eles! Aquela hostilidade inicial foi completamente ultrapassada! Só posso agradecer a confiança que eles depositaram no “QP” para tentar estabelecer a dita ponte!


4) Como você recebeu a volta dos quadradinhos à Portugal e o que achou das edições: "Disney Hiper" e "Disney Comix" - só com histórias inéditas ao invés das republicações dos clássicos Disney?
  
R: Uma enorme alegria, Luiz! Li algumas noticias na net acerca da possibilidade do regresso do Donald & Cia. às bancas portuguêsas, mas acho que só acreditei quando comprei o “Disney Comix nº1 “.
Foi um risco, mas também um ato de coragem por parte da editora! O momento econômico é complicado na Europa, mas penso que a aposta em preços acessiveis e numa boa campanha publicitária, está a dar frutos.   Acho que a Disney veio para ficar!
Os conteúdos inéditos são interessantes, mas espero que a Editora não se fique pelas histórias Italianas. Espero que haja a possibilidade de publicar material da Dinamarca, EUA e claro, Brasil! Tenho notado que no “Disney Hiper” têm surgido algumas republicações como “A Ameaça Vegetal”, por exemplo! Espero que esta aposta em algumas histórias clássicas “misturadas” com inéditas, seja para continuar!

5) O que você pensa do envolvimento dos blogs na divulgação dos novos gibis em bancas e a sua interação com as Editoras no Brasil e Portugal? Você acredita que, de certa forma - nós "ajudamos" nas vendas destas novas edições impressas?



R: Essa pergunta é muito interessante! É uma questão muito debatida em fóruns - um pouco por toda a net! Como é...os scans prejudicam ou não as editôras?
 A resposta não pode ser imediata e definitiva. Respondo desta forma: se implementarmos algumas regras e se tivermos uma politica de divulgação das revistas em papel, então - penso que estamos a ajudar as vendas.

 
É claro que se eu postar uma revista que saiu nas bancas nesse mesmo mês vou prejudicar (E muito) essa venda! Imagine que eu agora começava a postar os scans da “Disney Comix” ou “Disney Hiper”.
Os portuguêses que baixavam, iam comprar? Talvez alguns...


É preciso algum sentido de responsabilidade. Implementei no blog uma regra muito simples. Nenhuma revista com menos de 5 anos desde a sua publicação é postada! Adicionalmente faço a divulgação das publicações em papel da “Disney Comix” e “Disney Hiper”!
Será que mesmo assim estou a prejudicar as editoras? Acho que basta ler vários e-mails ou comentários de pessoas que redescobriram a sua paixão pela Disney através do blog. Basta ler o e-mail do pai que grava os scans para o tablet do filhote - e que agora, ele também quer ler em papel.
Sinceramente encaro os blogs como parceiros das editoras. Penso que se um dia elas nos encararem como inimigos, estarão a perder um importante meio de divulgação e de fomento à leitura dos seus produtos!


6) Agora gostaria que por favor deixasse suas impressões finais,e agradecendo novamente a honra de recebê-lo aqui no "Chutinosaco" - com uma mensagem aos seus fãs portugueses e brasileiros, e as novidades nos gibis que poderão surgir no "Quadradinhos Patópolis"?

R: Gostaria de agradecer a todos aqueles que dão vida ao “Quadradinhos Patópolis” através de visitas, comentários, partilhas ou restauros. São eles que fazem o blog e que lhe dão razão de ser! Quanto à novidades...quem gosta de “Disney Especial” vai ter boas razões para acompanhar, ainda mais atentamente, o blog "Quadradinhos Patópolis" nos próximos tempos! 
Luiz, obrigado pelo seu convite para esta entrevista! Desejo continuação de sucesso para o seu blog e que esta parceria saudável entre os “Blogueiros PT/BR” se reforce cada vez mais!
Um abraço para todos e boas leituras!
MIGUEL ALTMANN

AVENTURAS EM PATÓPOLIS 35

Scan: Digital Dis / Tratamento: Quadradinhos Patópolis

LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

23.6.13

MICKEY MOUSE MYSTERY MAGAZINE 01

O que vocês vão ler agora só deverá ser publicado pela Editora Abril do Paulo Maffia, no ano de 2014. Vejita e Pink Ghost, a equipe de "A Gibiteca" - está traduzindo hoje tôda essa coleção INÉDITA com a aventura adulta de Tito Faraci desenhada por grandes nomes da Disney. Deixem seus comentários para mais êste lançamento exclusivo - fruto da dedicação dos amantes de quadrinhos. A saga começa!
Scan: Esquiloscans / Tradução e Tratamento: A Gibiteca


DISNEY ESPECIAL 98 - FESTIVAL DE VERÃO

Scan: Rodrigo / Tratamento: Scankarado - Quadradinhos Patópolis

LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

DISNEY ESPECIAL 118 - AS PREVISÕES

Scan e Tratamento: RBZ
LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

DISNEY ESPECIAL 96 - CAÇA AO TESOURO

Scan e Tratamento: Néia e João 


21.6.13

DISNEY ESPECIAL 09 - OS MILIONÁRIO$

Esta edição do amigo e colaborador Ricardo Drehmer - restaurada por êle mesmo - inicia nossa fase de resgate dos "Disney Especial" na web. Um clássico gibi dos anos 70 que estará a disposição de todos os amigos e visitantes do "Chutinosaco" à partir de agora.
Scan e Tratamento: Ricardo Drehmer

14.6.13

ZÉ CARIOCA 1195

Scan e Tratamento: Vargas do Gremio


LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

JOHN CAREY - MESTRES DO BRITO 11

John Carey (1915-1987) trouxe um estilo próprio para as publicações Disney no final dos anos 60. Com traços bem despojados - até mesmo ingênuo às vêzes - é mostrado aqui nesta produção de Paulo Ricardo Abade Montenegro, do Grupo Esquiloscans. Foi também um dos poucos artistas que tiveram a honra de desenhar roteiros de Carl Barks.
Scan, Escolha das Histórias e Produção: Esquiloscans

13.6.13

AQUI O COMENTÁRIO É LIVRE! (E NECESSÁRIO)

"Nós da Equipe do blog "Chutinosaco" precisamos saber se você gosta do que vê postado aqui todos os dias! Nossos quadrinhos, entrevistas, traduções, coleções, edições especiais, etc. Por isso deixe seu comentário sempre que possível, dando sugestões - elogiando ou criticando também, se fôr necessário, ok? A opinião de vocês nos faz continuar procurando sempre inovar ao preservar nosso passado.
Muito obrigado - um grande abraço à todos amigos, colaboradores e visitantes!"

LUIZ DIAS

ESPECIALIDADES 13 - GRILO FALANTE (Vol. 02)

Êste volume traz mais aventuras no pequeno mundo do grande Grilo Falante. Seleção de histórias clássicas pelo Grupo Esquioscans da nossa melhor e mais divertida "consciência"! 
Scan, Escolha de Histórias e Produção: Esquiloscans

LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

10.6.13

HISTORINHAS SEMANAIS 02

Scan: Esquiloscans / Tratamento: A Gibiteca

LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

SELEÇÕES COLORIDAS 09

Nesta edição temos um roteiro de Bob Karp que seria um curta metragem para o Pato Donald, e acabou se tornando uma história em quadrinhos, feita pelo jovem Carl Barks nas páginas 1, 2, 5, 12 e 40 e Jack Hannah (Do Grupo Hanna-Barbera) nas demais.
Scan: Esquiloscans / Tratamento: A Gibiteca

LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

SELEÇÕES COLORIDAS 06


Um gibi da Editora Brasil-América que traz uma história do argentino Luis Destuet nunca republicada, "Catch as Catch Can" que satiriza a luta-livre. E uma do Carl Barks: "Água Mole em Cabeça Dura..." aqui chamada de "Donald Vendedor".
Scan: Esquiloscans / Tratamento: A Gibiteca

LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

ZÉ CARIOCA 1081

Scan e Tratamento: Vargas do Gremio


 LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

ZÉ CARIOCA 1025

Scan e Tratamento: Vargas do Gremio

LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

ZÉ CARIOCA 1003

Scan e Tratamento: Vargas do Gremio

LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

MICKEY 286

Scan e Tratamento: Vargas do Gremio

LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

TIO PATINHAS 112

Scan e Tratamento: Vargas do Gremio

LINK MEDIAFIRE PARA DOWNLOAD

8.6.13

JERUSALEM JONES - VOL. 01


Aqui temos a chance de conhecer as aventuras de Jerusalem Jones - o mítico cowboy - do nosso entrevistado Eudes Honorato. Outros contos desse enigmático personagem, vocês podem encontrar no blog: "Rapadura Açucarada". Visitem o "Chutinosaco" também no ISSUU.

7.6.13

CHUTIENTREVISTA : EUDES HONORATO, O HOMEM DOS "BLOGS DE OURO"



Hoje, temos aqui um dos pioneiros na arte de "blogar": Eudes Honorato! Quase da mesma época que "Che Guavira" e o "Bartolomeu 777" - êle é um guerreiro sobrevivente que, com suas atitudes, nos faz continuar - pois é muito difícil ser blogueiro - e com muita qualidade, ainda faz da web um mundo melhor - "quadrinizando" as nossas esperanças de vencer êste "maldito patrulhamento"!  



1) Eudes Honorato, quando o seu alter ego: “Outsider Z”, fêz sua primeira aparição no UOL? Além do cinema, sobre o que mais vocês conversavam naquele fórum?

R: Deve ter sido em meados de 2000 ou 2001. Na verdade quase nada se falava sobre cinema, era sobre qualquer coisa, e a maioria não tinha relação nenhuma com o cinema! Apenas pegamos aquele grupo e o transformamos em uma rede social, só nossa. 


2) Você deu continuidade ao trabalho deixado pelo site: "Tóca do Carcajú" (Retirado do ar em 2002, por colocar na internet versões escaneadas das revistas em quadrinhos da Editora Abril) através do "F.AR.R.A"? 


R: Na verdade, através do "Rapadura Açucarada". O "F.A.R.R.A." foi uma cria do "RA", e englobou não apenas scans, mas filmes e bate- papo.


 3) Porquê ele se transformou no “A.R.R.A.F” ? Existe mesmo um “patrulhamento” de direitos autorais?

R: Era uma forma de acabar com o "F.A.R.R.A." - sem acabar de verdade. Não queria dar o braço a torcer, então apenas inverti o nome. Patrulhamento existe,  o mesmo que acabou com o Napster, com programas de compartilhamento, e com alguns sites de torrent. Mas, o caso do 'F.A.R.R.A." nunca descobri o que foi. Parecia mais um ataque pessoal. Enquanto eu não decidi parar com a atividade de downloads em fórum, o ataque não cessou, mesmo eu tendo alojado o fórum na Rússia. 


4) Naquela época, como era a internet em matéria de disponibilização de download de quadrinhos, filmes, seriados e afins?


R: Bom, vou falar da época de quando começou o "RA", há 10 anos atrás, pois o "F.A.R.R.A." foi mais recente. Era bem mais complicado. Os sites de armazenamento deletavam o conteúdo bem mais rápido que hoje. E uma coisa que era bem mais complicada, era não ter conexão tão rápida como hoje, o que fazia com que tivéssemos que dividir um arquivo de scans de meros 10 MB - em 4 partes, para poder "uploadear"!
E, claro, a disponibilização no comêço era menos que hoje. A vantagem é que os poucos sites e blogs se empenhavam muito, por causa da empolgação com o início dos scans. 


5) Como você vê hoje as parcerias entre os blogueiros e seu relacionamento com as Editôras? Acha que podemos influenciar tanto assim, ajudando ou atrapalhando nas vendas dos gibis impressos?

R: A impressão que tenho é que acontece uma certa harmonia que não havia antes. Mas, pode ser só impressão minha. Digo isso porque o mercado de quadrinhos está forte, ao menos aparentemente. São lançadas HQs a todo instante, muitas delas a preços exorbitantes. 
Não posso afirmar com certeza que os scans influenciem o crescimento do mercado de HQs. Mas tenho certeza que ele nunca atrapalhou.  Ter um scan não é a mesma coisa que ter uma HQ em mãos. 


6) Hoje, por exemplo - eu tenho uma experiência incrível em traduzir e compôr a “Coleção Luciano Gatto”, enviada pelo próprio Mestre italiano para o “Chutinosaco”. Você foi pioneiro nisso! Conte pra gente como foi para você traduzir, diagramar e colocar texto em gibis inéditos no Brasil como: “The Autority”, “Preacher” e “Planetary” - fazendo isso numa época que não eram nem publicados no Brasil.


R: Acho que os pioneiros mesmo foram os que traduziam mangás, mas ao que parece, isso era feito e distribuido em grupos fechados que se comunicavam pelo mIRC - então quem não usava, estava fora dessa. Parece que fui pioneiro em fazer e distribuir abertamente - em um blog. 


Bom, a minha experiência com isso foi incrível demais! Eu não sabia inglês, nunca havia usado o Photoshop para nada, muito menos para letreirar e, devido à minha paixão pelos quadrinhos, eu fui aprendendo enquanto fazia. Era realmente desbravar o desconhecido.
Amigos do "Grupo UOL de Cinema" encontravam os scans em inglês (Não era fácil como hoje em dia) e outros traduziam. Eu letreirava e ao mesmo tempo revisava, com meu pouco conhecimento de inglês e um certo senso comum. As três que você citou realmente são as que mais tive prazer em fazer - com destaque para "Planetary". 




7) Quando começou a escrever seus contos do “Jerusalem Jones”? Poderão ser lançados em e-book algum dia? E quadrinhos?

R: "Jerusalem Jones" nasceu numa época em que eu estava devagar com os scans e estava escrevendo muitos contos. Deve ter sido por meados de 2005 ou 2006. E em e-Book ele já existe, já há algum tempo.  Se bem que eu não o tenho colocado pra download. Mas, no meio do ano passado aconteceu algo em relação ao "JJ" que me deixou bastante feliz: um projeto de transformar os contos em livro. Mas, como é um projeto em andamento, ainda não posso dizer com certeza quando estará pronto. Pode demorar ainda. O livro trará um conto inédito.


8) Fale sôbre o “Rapadura Açucarada” - quando, e como nasceu êste blog tão incrível! Quais seus planos para o futuro? Lembra qual o primeiro scan postado?

R: O "RA" nasceu devido ao "Grupo UOL Cinema", em grande parte. Alguns do grupo tinham seus blogs e aquilo me influenciou. Como eu notava que muitos blogs tinham nomes engraçados, resolvi que o meu também seguiria essa linha. Lembro que fiz uns dois - sem sucesso, dos quais, infelizmente, não lembro os nomes. Até que, em uma terceira tentativa, nasceu o "Rapadura Açucarada", que creio, só continuou vivo graças ao nome, já que de novembro de 2002 a março de 2003, ele nunca teve scans. Também permaneceu, devido ao apoio do pessoal do "Grupo UOL Cinema", que o visitava bastante. 
O primeiro scan postado, realmente não sei! Eu fiz vários em um curto período de tempo. Revistas da DC que saiam pela Mythos no ano de 2001, então, eu postava sem parar. O que lembro é que o primeiro scan realmente importante que eu fiz - que saí à caça das HQs para pode escanear, foi: "Camelot 3000" - as edições encadernadas da Editora Abril. 
Para o futuro, o que pretendo é que o blog continue existindo, seja com scans ou não, já que ele se tornou parte de mim, e de minha história. 


9) E o seu blog: “Onomatopéia Digital” - é uma “volta às origens” ou mais uma opção diversificada de novos autores?

R: O "Onomatopéia" surgiu porque o "RA" nunca primou pela organização. Acostumei com êle assim, mais relaxado.  Como ele se tornou um blog em que eu posto o que dá na telha, eu precisava de um blog apenas para os quadrinhos e nada mais. Um blog para armazenar e organizar os scans. Por isso que - mesmo postando scans novos no "RA", com o tempo, eu os passo para o "Onomatopéia".  E, claro, voltei a fazer scans por causa dêle. Não chega a ser uma "volta às raízes'", já que naquele tempo, a coisa era muito mais frenética. Agora vou com mais calma.


10) Finalmente, quero te agradecer por tudo que fêz até hoje pelo compartilhamento de quadrinhos na web. Gostaria de te pedir para deixar uma mensagem final para os seus seguidores, fãs dos seus blogs e os amigos do “Chutinosaco”.


R: Uma mensagem! Essa é sempre a parte mais difícil. O que gostaria de dizer é que não se apeguem apenas a um tipo de quadrinhos. Claro que nem todo quadrinho diferenciado é bom, assim como nem todo quadrinho ao qual estamos acostumados, também não. Mas procurar diversificar sempre que tiver uma chance. Dar uma oportunidade a algo diferente. Não por causa do autor, mas por si mesmo, para expandir os horizontes. Ler quadrinho é ótimo, ser "quadradinho", não! (Rsrsrs)

Grande abraço!


EUDES HONORATO

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...