29.4.15

PATRULHAMENTO ACÉFALO CONTRA OS BLOGS

"Hoje eu preciso escrever sôbre como o dinheiro "corrompe e destrói coisas belas" (Como diria Caetano Veloso). Quem tem servidor pago, por exemplo pode "descansar em paz" e distribuir gibis à tôda velocidade! Pessoas como nós, dos "Blogueiros BR/PT" que utilizam servidores gratuitos para armazenar nossos acêrvos, somos anualmente incomodados e vilipendiados no nosso direito de compartilhar!
Agora, se nós pagássemos por guardar alí nossos "tesouros" (Que nos são enviados "de graça" por colecionadores anônimos) talvez não fôssemos "bandidos" e sim, "mocinhos da web".
Por isso, nós devemos aproveitar a cada nova postagem dos nossos blogs amigos - pois infelizmente a "Patrulha" que é feita pelos "falsos detentores dos direitos autorais", verdadeiros imbecis que tentam ceifar nossa vontade (Apesar do descaso de muitos) como aconteceu recentemente com o amigo Chesco, do "Gibis Clássicos" - que teve seus arquivos bloqueados pelo servidor.
INJUSTIÇA! SACANAGEM! PERSEGUIÇÃO INJUSTA E DESLEAL!
Estranhamente, arquivos são deletados - por denúncia ou não - com a desculpa de estarem violando direitos autorais, sem maiores explicações - por ideologias acéfalas que não entendem - o que fazemos É APENAS POR AMOR AOS QUADRINHOS!(Sem fins lucrativos)
Amigos e visitantes do "Chutinosaco": é por isso que cada vez mais me sinto DESANIMADO e querendo DESISTIR de tudo!"

LUIZ DIAS

25 comentários:

  1. Olá Luiz. Por isso teu trabalho e dos outros blogs é tão importante e embora nem sempre comentado por aqui, admirado por todos . Esses gibis digitalizados são algo pra prosperidade. Já postei isso aqui, mas quando eu comprava os gibis nos meus 13, 14 anos EU PAGUEI POR ELES. Se estão comigo é porque são MEUS e desde que eu não tenha lucro, EU POSSO FAZER O QUE QUISER COM ELEs. É um patrimônio meu, comprado com seu respectivo direito (pago ao preço de banca) de distribuir aos amigos virtuais ou não . Se eu quisesse tirar fotocópias antigamente deles e distribuir de graça, qual lei me impediria? O princípio é o mesmo por aqui, pois são cópias do que é meu, TIRADAS POR MIM ENTÃO, pra distribuição à quem EU QUERO! Ou quer dizer que quando eu compro um gibi, uma revista eu estou comprando para que somente minhas mãos e meus olhos leiam? Absurdo! É muito diferente você COMPARTILHAR cópias de algo de SUA PROPRIEDADE Luiz do que usar o material para fins comerciais!!! Um obrigadão a você e a todos que compartilham. Abraços e força aí!

    ResponderExcluir
  2. Grande Luiz Dias:

    As coisas no Brasil estão mudando muito rapidamente do ponto de vista politico e ideológico.

    Nos áureos tempos do regime militar, tempo este que vivi na íntegra pois nasci em dezembro de 1963 e 4 meses depois deu-se início ao regime militar, os gibis faziam um sucesso estrondoso e refletiam bem a ideologia positivista da época.

    Daí não ter sido difícil para muitas crianças daquele tempo aderirem ao discurso político da época, visto que os gibis faziam eco a esse discurso, alimentando nosso imaginário de símbolos culturais que norteariam mais tarde nossas escolhas na vida.

    Hoje os tempos são outros e o que vigora na política é o discurso marxista e não mais o positivista.

    Por isso, creio eu, há também uma certa perseguição ideológica contra a difusão desses artefatos culturais que carinhosamente chamamos de gibis.

    Por esse motivo, todos os scans que baixo da Internet, inclusive os seus, eu os guardo em HDs de 1 terabyte cada, mantendo em 2 HDs para não ter o risco de perdê-los.

    Orgulho-me de dizer que tenho um acervo digital hoje de mais de 30.000 exemplares de gibis, desde os da DISNEY gentilmente disponibilizados pelo EsquiloScan através de seu blog.

    Creio que esse primeiro de maio será o início de grandes mudanças no cenário político brasileiro e acredito que os gibis antigos que faziam eco ao positivismo retomarão sua importância no cenário social, visto que as merdas que nos darão para consumir serão intragáveis.

    ResponderExcluir
  3. Pois então! Há poucas horas li umas palavras de um amigo, digamos assim, no meu Facebook me dizendo que eu era antiético porque eu ficava mostrando e criticando os gibis que eu COMPRO e sempre Comprei a vida toda. Mesmo hoje, com um monte de scans dando mole, ainda uso meu dinheiro pra ler meus gibis e dizer o que acho deles no meu blogue. Isso vindo de um ser que estava boicotando publicamente uma revista na Internet que ele não consome e sequer tinha conhecimento da existência dela, mas como a foto de capa era igual a da revista onde ele supostamente trabalha, ele se achou na liberdade de botar todo o trabalho dos outros por agua abaixo. E eu ouvi dele os tais desaforos só porque eu disse que era para ele "continuar a nadar". Para quem viu procurando Nemo, continue a nadar era como dizer "siga em frente, continue seu trabalho". E aí eu fico me perguntando se eu sou antiético de expressar minha opinião dos gibis que adquiro e ele, então, que está publicamente detonando uma revista que nem conhece e sequer deu o trabalho de procurar saber, ele e o que, então?

    Daí abro meu blogue e o que vejo na minha lista e esta postagem aqui. Não adianta muito, mas deixo registrada minha solidariedade a vocês. Os scans nunca me impediram de comprar nada que me interessou. As vezes até me senti mais incentivado.

    Abraços e desculpem o desabafo.

    ResponderExcluir
  4. Desistir? Faz parte de uma ideologia? Amigo Luiz, em casos semelhantes como este eu uso o seguinte ditado.... tudo que não me destrói... me fortalece. Gosto de olhar o seguinte vídeo: https://www.youtube.com/watch?v=uoCtZ7jHlpo
    Um abração. SAWABONA!!!

    ResponderExcluir
  5. Amigo, não desista. Seu blog é muito importante para muita gente, inclusive para mim, que achei aqui uma parte da minha infância e começo da adolescência.

    ResponderExcluir
  6. Olá! Apesar de desistir ser uma palavra forte (afinal como diz aquele bordão: somos brasileiros e blá, blá, blá...) eu entendo seu desabafo. Eu tenho um acervo bem grande de material digitalizado, colaboro com grupos que também têm a ideia que devemos preservar essas memórias. Eu sei bem como é ver todo um trabalho ir por água abaixo de maneira unilateral sem poder se defender. Mas o que posso dizer é, força. Estamos aí pra isso! Até mais.

    ResponderExcluir
  7. Meu amigo, desistir jamais, seu blog é muito bom. Acontece que neste mundo sempre vai existir pessoas que tem inveja de outras pessoas. Não são exatamente os servidores que fazem esse tipo de bloqueio e sim pessoas que enviam para eles dizendo que são ilegais poisa eles - servidores não vão ficar procurando em todos os blogues mse existem ou não algo ilegal, e sim pessoas de má intensões . Eu sei que você deve saber da existência de um servidor quer eu acho muito bom que não tem vencimento e você pode guardar o máximo que puder, mas tem também isso de poder bloquear quando alguém denuncia, que é o MINHATECA

    ResponderExcluir
  8. Meu amigo, desistir jamais, seu blog é muito bom. Acontece que neste mundo sempre vai existir pessoas que tem inveja de outras pessoas. Não são exatamente os servidores que fazem esse tipo de bloqueio e sim pessoas que enviam para eles dizendo que são ilegais poisa eles - servidores não vão ficar procurando em todos os blogues mse existem ou não algo ilegal, e sim pessoas de má intensões . Eu sei que você deve saber da existência de um servidor quer eu acho muito bom que não tem vencimento e você pode guardar o máximo que puder, mas tem também isso de poder bloquear quando alguém denuncia, que é o MINHATECA
    Vlademir Ferreira

    ResponderExcluir
  9. Muito triste a busca sem freios pelo vil metal e a inveja corrosiva de muitos! Apiedemos desses seres!

    ResponderExcluir
  10. Esse é o problema do sistema capitalista, só faz pensar em DINHEIRO! Ainda bem que a ditadura acabou, pelo menos ainda temos alguns meios de divulgar nossos queridos gibis! E apoio o uso do MINHATECA, além de nuvens como Dropbox, box, que têm limites, mas não são bloqueados!

    ResponderExcluir
  11. Caro amigo Luiz,tenho certeza que assim como eu,sem nossos blogs os dias seriam mais vazios para nó e os leitores,pois já me acostumei a cada dia ao levantar preparar uma postagem para o dia e visitar os blogs amigos.Apesar das injustiças,a vida continua.Não desanime!Abraços!!!
    Att Chesco36

    ResponderExcluir
  12. Luiz:
    Saudações!
    Já pensou em vender para mim pen drives com os gibis disponíveis no seu blog?
    Creio que mais gente interessar-se-ia por este modelo de prover fundos a este inestimável serviço seu e é uma forma de mantê-lo num servidor pago.
    Caso aceite a sugestão, por gentileza, comunique-me neste endereço, para que possamos fugir de censores: budugarcia@yahoo.com.br

    Forte abraço a você e Colaboradores!

    ResponderExcluir
  13. Faço minhas as palavras do Chesco: Sem os blogs os dias serão vazios. Não desista meu amigo.
    (João e Néia)

    ResponderExcluir
  14. Amigo Luis, se me permite o uso da expressão, mas é como eu sinto a quem me faz bem. Faço minhas as suas palavras em relação á barbaridade feita ao «Gibis Clássicos», agora em relação a desistir, peço-lhe que tenha presente que o Chutinosaco e restantes blogues fazem muito mais do que conservar, restaurar,traduzir e divulgar cultura e conhecimento. Desistir era fazer a vontade a todos os que perseguem os blogues de BD, logo peço-lhe por favor não desista, você só faz o BEM. Um Grande Abraço.

    ResponderExcluir
  15. Amigo, seu trabalho é maravilhoso! Já foi ou conhece alguém que foi escoteiro? Desistir é palavra que não existe em seu vocabulário, vá sempre em frente a gente cá está para o apoiar. Abraços

    ResponderExcluir
  16. Luiz Dias:

    Retornando ao tema de minha postagem, no qual uma frase ficou incompleta, retomo-a e lhe acrescento mais algumas coisas.

    Orgulho-me de dizer que tenho um acervo digital hoje de mais de 30.000 exemplares de gibis, desde os da DISNEY gentilmente disponibilizados pelo EsquiloScan através de seu blog e outros, até gibis de faroeste como TEX, ZAGOR, KEN PARKER, etc.

    Isso sem contar os bolsilivros de faroeste, de espionagem, de terror, de guerra, etc. que também tenho no formato digital e de papel.

    Os bolsilivros foram uma cultura de massa dos anos 60 e 70 que encantavam os seus leitores e até a Dilma Roussef falou que durante o período que passou presa (6 anos), a leitura que mais a incentivou s suportar o cárcere foi a do bolsilivro da série ZZ7 intitulado "Gisele Montfort, a espiã nua que abalou Paris".

    Não nutro simpatias pela nossa presidente, mas não deixei de ficar feliz por esta referência a uma cultura de massa da qual eu sou fã e já caiu há muito tempo no desconhecimento das gerações atuais.

    Talvez vocês não tenham muita noção de como a situação política e social do Brasil chegou ao ponto que chegou, mas quando lemos os velhos bolsilivros e gibis, através de seus enredos, reconhecemos muitas das ideias que hoje grassam pelo Brasil afora.

    Parece-me até que os políticos de hoje estão tentando vivenciar na realidade as fantasias bolsilivrescas e gibizescas que encantaram suas juventudes.

    Creio que a diferença entre esquerda e direita é o fato de a esquerda desejar ardentemente realizar suas fantasias acalentadas na infância e a direita de apenas se divertir com essas fantasias, fazendo delas fonte de entretenimento, e aceitando a realidade tal e qual ela é.

    ResponderExcluir
  17. Caro Luís, você fez muito, e é seu direito evitar ficar doente por causa de perseguições e insegurança. Se chegou a hora de parar, pare. Nem considero desistência. Depois de tantos anos, tantas postagens e tanto trabalho não remunerado, já fez sua parte. Deus te abençoe.

    ResponderExcluir
  18. Caro Luís, Você realmente ama o que faz e nós traz toda a magia das revistas disney que marcaram nossas infâncias. Realizando um trabalho esplendido. Não desista por favor. Você faz parte da resistência, a resistência das coisas que fizeram valer a pena nossa infância as várias horas de leitura que vivenciamos naquela época de ouro em que um simples gibi, com historias dos nossos personagens favoritos nos fazia viajar, nos fazia realmente felizes. Coisa que hoje, não existe mais. As nossas infâncias foram as ultimas que valeram a pena ser criança. E hoje me junto às pessoas que pedem para que não desista, pois você faz parte de um grupo que nos ajuda a lembrarmos desses bons momentos daquela época que parece tão distante. É hora de todos se unirem para apoiar nosso combatentes!!!

    ResponderExcluir
  19. O que existe no Brasil de hoje é um bloqueio da vida do cidadão comum,que inicialmente foi velada e agora está explícita.Essas coisas não acontecem por inveja e não somente por dinheiro.Isso acontece por causa da ideologia do atual governo de bloquear a disseminação da cultura (e gibi também é cultura!).Povo inculto é fácilmente dominado.Portanto,Luís,resista até o fim fazendo a sua parte.Lembre-se da fábula da andorinha que com um pouco de água em seu bico,contribuiu para apagar a incêndio a floresta! Siga em frente com os seus ideais! Forte abraço! Xande

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Concordo com a disseminação de Cultura, mas uma só pessoa ter o peso total da responsabilidade por determinada missão é demais. Uma idéia? Sejamos multiplicadores. Quem downloadear reenvie nem que seja só a historieta de que mais gostou. Até por e-mail é possível anexar até 25MB sem necessidade de servidores. E, mesmo q cem pessoas fizessem blogs simples só para multiplicar e postassem em servidores gratuitos, impossibilitaria apagar tudo. E esses cem logo seriam mil multiplicadores.

      Excluir
  20. Parabéns ao Marco Gossuke e ao Anônimo por seus comentários bastante realistas.

    Só discordo num único ponto do Anônimo: a própria ideologia é fruto da inveja, pois é motivada pela revolta contra a propriedade material e intelectual do cidadão, onde uns têm mais porque se esforçaram mais e outros têm menos porque se esforçaram menos: princípios da meritocracia.

    Claro, existe exceções nessa regra mas não devemos apoiar-nos nelas para condenarmos a meritocracia.

    Um exemplo claro disso é o fato de que em qualquer sociedade humana existem pelo menos uns 10% de cidadãos homossexuais.

    Logo, por existirem esses tipos, querem subverter toda a realidade jurídica do país para criarem direitos a essa minoria de cidadãos em detrimento dos direitos da maioria que são comuns à todos, independentemente de gênero,cor ou raça.

    Portanto, querem extirpar da consciência nacional toda alusão verbal ou escrita à meritocracia.

    ResponderExcluir
  21. é triste que essas coisas acontecem, muito obrigado por compartilhar

    ResponderExcluir
  22. Concordo com tudo, João Labrego. A Lei deve ser igual para todos. Exemplo: uma parente de minha mulher que tem como foto de capa no facebook uma bandeira vermelha me chamou de burguês. Ora, ela nem sabe o q significa burguês! E eu? Eu posso processá-la? Não, pois chamar os outros de burguês está no código aceitável dos da bandeira vermelha. E, claro, fora deste código está obter riqueza (ou apenas estabilidade) por mérito. Já obter riqueza por roubo está dentro do código.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é.

      O Brasil está cada vez mais esquisito.

      Nós, amantes dos gibis que nos construímos na vida sob valores mais positivistas do que marxistas, não conseguimos ver as atuais gerações como honestas.

      Pior ainda, essas mesmas gerações nos vêem como desonestos.

      Kkkkkkk...

      Se ao menos eles lessem os gibis do Tio Patinhas, teriam consciência de que eles personificam os irmãos Metralhas, a Maga Patalógika, o Professor Gavião, etc., enquanto que nós personificamos o Tio Patinhas, o Mickey, o Professor Pardal, etc.

      Essa geração atual não tem símbolos literários e culturais para saberem que estão personificando o mal.

      Essa é a principal falta que o gibi faz na sociedade.

      Quem lê gibi logo simpatiza com o Tio Patinhas ou o Mickey e antipatiza com os irmãos Metralhas e o Mancha Negra.

      Excluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...