28.8.15

DISNEY, CARLO PANARO E O INCRÍVEL MUNDO DE GEO

Carlo Panaro é um apaixonado escritor de histórias divertidas, sempre com sua temática voltada para a amizade, compreensão e também a preocupação de preservarmos, de alguma forma, o nosso meio ambiente. Junto com o Mestre Luciano Gatto, elaborou um projeto sensacional, que ensina às crianças tôdos estes valôres citados, mas de forma educativa e bem humorada. Aqui está sua Chutientrevista - exclusiva, em: "Mestres Disney de Todos os Tempos".


1) Carlo Panaro, obrigado por participar do meu blog "Chutinosaco" nesta entrevista. Primeiramente, gostaria de saber como, e quando começou a escrever histórias Disney?


R: Olá Luiz, primeiramente quero muito agradecer pela hospitalidade do seu blog e mandar uma saudação à tôdos os amigos brasileiros que visitam o "Chutinosaco"!
Agora, estou à sua disposição, com muito prazer, para responder suas perguntas. 
Eu comecei a trabalhar com Disney em 1985, há 30 anos atrás.
Sempre fui fã de quadrinhos cômicos, mas não sómente de Walt Disney.
Na Itália, quando eu era criança, muitos jornais tinham seção de quadrinhos - que eu comprava com entusiasmo - por exemplo, para ler: "Popeye"(Elzie Segar) que vocês certamente conhecem no Brasil.
Então, já um rapaz, eu adorava ler outros gibís - fôsse com personagens italianos ou internacionais, como: "Asterix" (Uderzo - Goscini) e "Minduim - Peanuts", de Charles Schulz. 
Mas os que eu preferia mesmo - eram aquêles com as histórias de Walt Disney - particularmente que saíam semanalmente no "Topolino".
Imagine, eu gostava tanto que, com 7 anos de idade eu me divertia escrevendo minhas próprias aventuras com êsses personagens - e assim presenteava a minha irmã Patrizia, com meus textos. 
Com o passar do tempo - mais tarde, quando me formei em contabilidade - eu decidí oferecer o meu trabalho para a editôra Mondadori, de "Topolino" - isso foi em maio de 1985.
Massimo Marconi, o chefe de redação, foi quem me recebeu. Inclusive, mais tarde eu soube que êle teria dito à algumas pessoas que gostou muito do que fiz, por isso me deu a oportunidade!  



Assim - em junho de 1985 - escreví meu primeiro roteiro chamado: "Zio Paperone e Il Cibo del Futuro"(Topolino 1610 - Inédito no Brasil). Mas, ela só foi publicada em outubro de 1986, como se fôsse meu terceiro roteiro.
Mas, a minha primeira aparição no gibi foi em junho de 1986: "Topolino e Il Mistero Ortofrutticolo" (Topolino 1593 - Inédito no Brasil) que foi a terceira história que eu escrevi, na verdade!




2) Qual foi sua primeira história Disney com o Mestre Luciano Gatto, e qual a mais recente? E como vocês interagem, enquanto êle vai criando os desenhos para o que você escreveu?  





R: A primeira história que eu escreví para Luciano Gatto, foi em agôsto de 1989: "Mickey e o Grande Clássico" (Especial Futebol Disney 2014 /02) com o tema de um mistério no mundo do futebol.
A mais recente (Por enquanto) foi em setembro de 2010: "Zio Paperone e Il Nipote Introvabile" (Inédita no Brasil). O meu trabalho com Gatto - assim como é com tôdos os outros desenhistas da Disney - é de buscar dar sentido ao que eu imagino para cada roteiro.
Por causa disso, ofereço meu número de telefone e quando existe algo para discutir, conversamos.
Óbviamente, com o Luciano é mais fácil, porquê somos amigos. Inclusive, neste caso da história de 2010 - para que êle pudesse realizá-la exatamente como eu tinha em mente - nós repassamos tôdo o texto à distância, dessa forma.  
Repito, que isso aconteceu com vários outros artistas - o que eu acho ser muito útil, pois nos permite uma troca de pontos de vista - para depois, conseguirmos um melhor resultado da aventura. 



3) Carlo Panaro, quando eu era criança eu gostava de histórias de Walt Disney que, principalmente no Natal, reuniam vários personagens para a festa e então uma grande aventura acontecia, terminando com tôdos de volta à mesa, se divertindo. Em seus roteiros com êste mesmo tema - um dêles teria sido desenhado por seu irmão (?) Ottavio Panaro - você já pensou em juntar personagens: os patos e ratos numa mesma história? Por exemplo, o próprio Luciano já fêz isso em "Natal Sem Calote" (Chutinosaco Especial Grandes Mestres 03).



R: Os "ratos" e "patos" juntos no Natal foram muito frequentes nas histórias de Guido Martina (1906-1991) como essa que mencionou, do Gatto - principalmente na década de 1950. Ainda hoje, os dois "Mundos da Disney" só se reúnem durante eventos especiais, tais como as Olimpíadas.
Pessoalmente eu não gosto muito de misturar os personagens, mas eu já fiz isso uma vêz, na história: "Chi ha Rubato Topolino 2000?" Mas, sôbre isso, eu falarei mais tarde.  
Agora - até penso que no Natal - uma aventura assim seria mesmo maravilhosa!  
Aproveitando, eu gostaria de esclarecer que Ottavio Panaro - que desenhou um roteiro meu de Natal com o Pateta, alguns anos atrás - não é meu irmão! Não somos nem mesmo parentes, na verdade - é só uma coincidência. 
Na Itália também se equivocam, mas é só pelo "capricho do destino" que nós temos o mesmo sobrenome!



4) Quando você escreve as histórias Disney, você já sabe quem vai desenhar? Por exemplo, como foi trabalhar com artistas como: Romano Scarpa, Sérgio Asteriti, Silvia Ziche, Silvio Camboni e Guido Scala?


R: Geralmente eu não sei quem vai realizar meus roteiros, e raramente me dizem antes. A escolha é feita pelo editor, com base no tipo de história - e quando o têxto é entregue na redação, êle convoca o desenhista disponível no momento.
Dos grandes nomes que você mencionou na pergunta - eu sei, com certeza - que Romano Scarpa (1927-2005) ía ao escritório e perguntava se haviam mais roteiros meus. Uma ocasião, numa reunião Disney - êle me pediu um texto pessoalmente - o que me deixou muito feliz, pois havia uma sintonia muito especial com êle - ainda mais que sempre conseguia projetar exatamente o que eu havia imaginado!



E, sôbre Sérgio Asteriti - me lembro que, há alguns anos atrás(2009) fui convidado pelos editôres para escrever uma história "sôbre medida" para êle. Aí surgiu: "Topolino e la Gondola Antesignana" (Topolino 2809 - Inédita no Brasil) onde imaginei um dos personagens como o próprio Asteriti, no papel de um gondoleiro.
Êle gostou tanto que me ligou para agradecer e depois, me enviou um belo desenho, me cumprimentando! E com tôdos os outros grandes artistas que citou, eu também trabalhei muito bem!  


5) A sua história: "Chi ha Rubbato Topolino 2000?" (Inédita no Brasil) nos traz muitos personagens Disney juntos - numa aventura de 99 páginas, feita por Scarpa.
Outro roteiro sensacional de 97 páginas, foi com o Luciano: "I Sette Nani e il Patto della Regina" (Topolino 1935 - Inédita no Brasil). Carlo, nos conte tudo o que se lembra dêsses trabalhos com êsses dois gênios Disney - e como foi escrever histórias longas e tão especiais? 



R: Agora, falando da história: "Chi ha Rubbato Topolino 2000?". Preciso dizer que já naquela época eu queria criar uma aventura com ratos e patos juntos - mas, como foi explicado em resposta anterior - eu estava procurando uma ocasião muito especial para reunir estas "Duas famílias". 
Quando me ofereceram o número 2000 de: "Topolino" - eu escreví êste roteiro de cinco episódios e levei para o escritório, onde a idéia foi considerada muito boa e imediatamente aprovada.
Em seguida, me disseram que, por eu ter sido o primeiro a propôr um têxto para o "Número 2000" - êle seria entregue à um dos melhores desenhistas da época - isto é, o Romano Scarpa!



"I Sette Nani e il Patto della Regina" foi magistralmente concebida por Luciano Gatto. 
A minha idéia nasceu em páginas com três tiras - e foi quando o próprio Gatto decidiu modificá-la para apenas duas - a fim de destacar melhor as figuras humanas.
Eu me lembro bem que, com esta aventura - procurei homenagear: "Os Sete Anões Maus contra os Sete Anões Bons" (Minnie e Amigos 12 - PT) que foi uma história publicada na Itália (Frederico Pedrocchi - Nino Pagot, em 1939) várias décadas antes de eu nascer, e que nunca mais foi refeita. 



6) Gostaria de saber tudo sôbre o Projeto Panaro-Gatto: "Il Mondo di GEO". O quê é, como êle começou, os seus principais objetivos educacionais, quantos personagens criados e se vocês pensam em lançar esta idéia também na América Latina? 



R: "Il Mondo di GEO" é um projeto antigo que remonta à 1997, mas ficou "guardado na gaveta", à espera de encontrar um bom desenhista que quisesse lhe dar vida. Isso só aconteceu em 2008 com o amigo Gatto, que teve tempo e disposição para envolver-se com os novos personagens, E assim surgiram seis séries de "Nouvi Personaggi per Bambini" (Novos Personagens para as Crianças) que é o nome da nossa página no Facebook.

Acesse: https://www.facebook.com/nuovipersonaggiperbambini




A primeira série é: "Il Mondo di GEO", que apresenta sólidos personagens antropomórficos de todos os tipos, engraçados e coloridos, que vivem na cidade de "Geo".



Depois temos "Marineland": uma série de impacto ecológico que acontece na cidade subaquática de mesmo nome.



"L'Allegro West": onde encontramos a típica atmosfera do Oeste americano de 1800. 



"Visitors" é uma série de ficcção científica - que de forma divertida, aborda o tema da atualidade: a coexistência pacífica entre diferentes povos.



"Desi e Deri": nossa série mais poética, com os dois protagonistas sempre envolvidos em realizar os bons desejos das crianças.



E finalmente..."Amici": cujo elenco de um grupo de crianças - que são amigos, lutam para defender o Espaço de um homem muito rico, mas sem escrúpulos.


Para algumas dessas séries o Luciano teve idéias, fêz esbôços, desenhos e planos. Mas, como era necessário racionalizar tudo, dando nomes e características aos personagens, eu realizei um pouco do meu "trabalho de roteirista", e foi muito agradável lidar com tudo isso. 
Nos telefonamos muitas vêzes para "trocar idéias", percepções, e por isso o trabalho que foi realizado é a união de nossos gôstos, e o desejo de oferecer novos personagens.   
Muito versátil e atraente, o projeto é dirigido às crianças de 5 a 10 anos (Mais ou menos).
Não há violência, e as histórias se destinam a reforçar a formação do caráter, incentivando a amizade e a solidariedade. Tudo isso é claro, com muito bom humor!
Além da página no Face, também temos um site - criado, organizado e gerenciado por minha irmã, Patrizia - dedicado aos personagens:

Acesse: www.geoandcompany.it

Aqui, além da visualização completa de tôdas as séries, você também pode baixar desenhos para colorir grátis, jogos (Didáticos) e marcadores de livros.
Luciano, embora não seja um animador profissional, também criou alguns curtas de animação bem engraçados, que estão disponíveis no nosso canal do "You Tube": 

Acesse: www.youtube.com/user/fumettiperbambini

E, quando teremos nossas histórias na América Latina?
Bem, por enquanto, está disponível no nosso site e no "ISSUU" - uma revista de 32 páginas de quadrinhos para ler gratuitamente, on-line. Nós fizemos tudo de forma completamente promocional, pois estamos tentando conseguir um editor e, quem sabe? Porque não, um brasileiro?


7) Carlo Panaro, agradeço imensamente sua participação na "Chutientrevista" - contando um pouco do seu trabalho para nossos amigos e visitantes. Agora, peço que deixe uma mensagem final.  


R: Agradeço à todos os amigos brasileiros que lêem, e gostam das minhas histórias! Eu espero que possam ter me conhecido melhor através desta entrevista e tenham também, se divertido!
Uma saudação especial para você, Luiz - juntamente com os meus agradecimentos.
Um abraço à todos!


CARLO PANARO

3 comentários:

  1. Muito interessante, parabéns pelo trabalho incrível, tanto das entrevistas quanto das publicações da Disney.

    ResponderExcluir
  2. Mais um grande entrevista! Grato!

    ResponderExcluir
  3. Excelente entrevista, sempre gostei deste argumentista, desde a infância que sempre li muitas histórias que agora graças ao Inducks sei que foi este senhor que escreveu! Obrigadão e parabéns pelo óptimo blog e continuação de boas postagens, saudações lusas! :)

    ResponderExcluir

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...